Conheça seis escritores baianos atuais para se inspirar

13/07/2023 16:10
4 min.
2081
A Epublik separou uma lista com seis autores baianos da atualidade para você se inspirar. Dos contos eróticos aos de ficção, há livros para todos os gostos.

A Epublik separou uma lista com seis autores baianos da atualidade para você se inspirar. Dos contos eróticos aos de ficção, há livros para todos os gostos.

Com livros de poesias, ficção e contos eróticos, os novos autores baianos podem te surpreender


No dia 2 de julho, é comemorado o Dia da Independência da Bahia. Mais do que belas praias, boas festas e gente simpática, esse estado do nordeste brasileiro é terra natal de escritores famosos que contribuíram (e contribuem) muito com a literatura brasileira.

Jorge Amado, Gregório de Matos, Zélia Gatai, João Ubaldo Ribeiro e Castro Alves estão entre os nomes mais famosos. Porém, outros autores da nova geração fazem sucesso entre o público. 

A Epublik separou uma lista de seis autores baianos para você se inspirar. Confira:


Hugo Canuto - @hugocanuto_art

Hugo Canuto nasceu em Salvador, capital baiana. É ilustrador e autor de histórias em quadrinhos. Ele foi o escritor mais vendido na Festa Literária Internacional do Pelourinho (Flipelô) em 2019.

O autor publicou o álbum Contos dos Orixás, que adapta as grandes histórias da cultura Yorubá e sua descendência para a linguagem dos quadrinhos e foi vencedor do prêmio Angelo Agostini como melhor lançamento e indicado entre os finalistas ao prêmio Jabuti na categoria Histórias em Quadrinhos.

Ele também é autor de “A Canção de Mayrube”  e do segundo volume da série "Contos dos Orixás”.

Tatiana Amaral - @tatianaamaraloficial

Com 23 livros já publicados, a soteropolitana Tatiana Amaral faz sucesso com seus livros de romances eróticos. 

Tatiana é escritora, mãe, esposa, irmã, filha, amiga e administradora de marketing. Ela foi jogadora de vôlei, futebol, nadadora por quatro anos, atriz por cinco e se formou em administração.

A autora também faz audiobooks, como o “Função CEO – A descoberta do prazer”, que já está disponível para seu público.

Breno Fernandes - @brenofernandes.info

Nascido em Salvador, Breno é formado em Jornalismo e Letras, com mestrado em Relações Internacionais e doutorado em Literatura. 

Entre 2007 e 2010, trabalhou como colunista de literatura e como repórter da editoria de cultura do jornal A Tarde.  Ele estreou na ficção infantojuvenil, em 2002, com “O mistério da casa da colina”, um romance de suspense e ambientação rural. Em 2006, publicou “Mil – a primeira missão”. 

Já em 2017, escreveu “Mendax, o ladrão de histórias”. O romance conquistou o segundo lugar do Prêmio Literário Biblioteca Nacional, na categoria literatura juvenil. Em 2018, foi a vez de lançar “Os fanzineiros” , romance juvenil que mistura bullying e fake news. Em 2019, lançou o primeiro livro de contos: “A mão do poeta”. Em 2021, publicou o romance “Se eu pudesse, Danila, te levava pra tomar banho de mar em Guarajuba”. Já em 2022, estreou na literatura adulta com “As fotos roubadas”.

Vanessa Brunt - @vanessabrunt

Vanessa Brunt nasceu na capital baiana. É jornalista, escritora e autora de nove livros. Alguns deles foram distribuídos no Brasil e em Portugal. Entre eles, estão “Depois Daquilo”, “Ir Também é Ficar” e “Não Precisa Ser Assim”. Ela ainda faz análises de metáforas e simbologias de filmes, séries, músicas e outras artes no blog dela “Sem Quases”.

A autora é famosa por frases na internet que são compartilhadas em plataformas de redes sociais. Pós-graduada em Influência Digital, Vanessa dá palestras em empresas e eventos. 

Matheus Peleteiro - @_matheuspeleteiro

Autor de vários livros, o baiano Matheus Peleteiro já escreveu de poesia a ficção. 

“Nossos Corações Brincam de Telefone sem Fio”, lançado em 2019, conta com 51 poemas, tendo o amor como tema. Matheus também já escreveu “Tudo que Arde em Minha Garganta sem Voz”, “Nauseado”, “Pro Inferno Com Isso”, “Caminhando sobre o fogo”, “Mundo Cão”, “O Ditador Honesto”, “Notas de um Megalomaníaco Minimalista” e “O último a sair, por favor, apague a luz e me deixe aqui”. 

Itamar Vieira Júnior - @itamarvieirajr

O autor, nascido em Salvador, tornou-se doutor em Estudos Étnicos e Africanos pela Universidade Federal da Bahia.

Com a obra “Torto Arado”, Itamar conquistou, em 2018, o prêmio LeYa, em Portugal. A premiação foi concedida, segundo o site do LeYa, “pela solidez da construção, pelo equilíbrio da narrativa e pela forma como aborda o universo rural do Brasil, colocando ênfase nas figuras femininas, na sua liberdade e na violência exercida sobre o corpo num contexto dominado pela sociedade patriarcal”.

Itamar também escreveu o livro de contos “Dias” e a obra “A oração do carrasco”.


Mais Lidos

13/07/2023 16:10
2081

Conheça seis escritores baianos atuais para se inspirar

10/10/2023 21:46
381

Cinco autores nacionais que marcaram a literatura infantil

13/07/2023 20:01
374

Como escrever um livro de ficção científica?

05/06/2023 19:31
341

Amor à primeira vista: dicas de como fazer a capa de livro ideal